Livro: A Menina que roubava livros

quinta-feira, janeiro 23, 2014

 Olá pessoal...
Hoje o post vai ser uma resenha de um livro que li no comecinho do ano, terminei em dois dias, que é o A Menina que roubava livros.
  
 A história se passa durante o período da segunda gurra mundial, quando Hitler estava com a sua politica de expansão sobre o mundo e à frente da Alemanha. A história é narrada por uma simpática e cativante narradora, a Morte, que tinha como sua função recolher as almas dos mortos e durante a sua passagem pela Alemanha ela acaba encontrando Liesel Meminger que estava no enterro do irmão, que morreu durante a viagem de trem até a casa dos seus novos pais adotivos, e é exatamente no enterro do irmão que Liesel acaba "roubando" seu primeiro livro, livro do coveiro do cemitério que ele deixou cair. Depois de uma longa viagem Liesel acaba chegando a casa de seus novos pais, que receberam dinheiro para ficar com a menina a pedido da mãe que estava sendo perseguida pelos nazistas. Os Hubermann era uma família alemã que morava na Rua Himmel, Hans Hubermann era um pintor e Rosa Hubermann lavadeira. A principio a menina não conseguia se acostumar a nova casa, a nova realidade e a nova vida e tinha pesadelos todas as noites e durante uma destas noites Hans Hubermann encontrou o livro do coveiro e se dispôs a ensinar Liesel a ler, durante o período em que Liesel passou na casa dos Hrbermann ela fez amizade com seu vizinho Rudy Steiner e também com Max, um judeu que foi abrigado pelo Hubermann, com ele Liesel descobriu a verdadeira amizade e as semelhança que ambos tinham, como a afeição por livros. Durante meses Max ficou abrigado no porão da casa dos Hubermann, mas depois de uma visita da fiscalização nazista ele acabou decidindo ir embora por um tempo e não por em risco a vida de Rosa, Hans e Liesel com a presença dele. Liesel também fez uma singela amizade com a mulher do prefeito da cidade, cliente de sua mãe, mas durante a crise de guerras na Alemanha as coisas ficaram difíceis para todos e o prefeito resolveu cortar gastos dispensando os serviços de Rosa e Liesel parou de frequentar a casa da primeira dama, onde tinha a oportunidade de ler qualquer livro que quisesse na biblioteca da casa. Foi da biblioteca da casa do prefeito que foram roubados dois livros e outro e foi despachado juntamente com outros e jogados numa fogueira.
 A grande tragédia do livro é o final onde a leitura a salva da morte, mas não a salva do sofrimento...
Bom, é isso pessoal espero que tenham gostado do breve resumo em partes (não consecutivas) do livro!!!
XO XO...

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá flor! Esse livro eu ainda não li mas estou doida pra ler ainda mais depois da resenha que você postou.
    Beijos e obrigada por me seguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom, o livro.

      Nada, amei seu blog!

      Excluir

AVISO IMPORTANTE:

Olá que bom que resolveu comentar,mas para isso temos algumas regrinhas bem simples,vejamos quais:
-Se for criticar a postagem que seja de uma forma em que vc expresse a sua opinião sem xingamentos,palavrões ou qualquer outra coisa constrangitiva.
-Comentários tipo "estou segundo,retribui?" são aceitos desde de que fale primeiro o que achou do post.
-Divulgação de algum sorteio pode,mas vc terá que colocar o que achou da postagem também.
-Retribuo as visitas e comentários que fizerem.

Desde de já agradeço a sua compreenção,,bjuss
*NÃO ESQUEÇA DE COLOCAR O LINK DO BLOG PARA QUE EU POSSA VISITA-LO.
Atenciosamente equipe Fashionline!